Parabenos - o que são? - Vantagens e Desvantagens – Serradas Sabão Original

Parabenos - O que são?

borbulhas Eczema Parabenos produtos naturais

Quero salientar no início deste post que existe conservantes seguros  alternativos aos parabenos. Os conservantes são necessários na maioria dos produtos cosméticos (por ex. cremes, gels de duche, champôs líquidos...).

Parabenos - O que são?

Os parabenos são conservantes que têm como objetivo impedir o crescimento de bactérias e fungos. Estes microrganismos multiplicam-se facilmente em produtos com uma elevada quantidade de água. É muito comum encontrarmos produtos cosméticos e até mesmo alimentos que contenham parabenos.

“Os conservantes são adicionados aos produtos por dois motivos: o primeiro, prevenir a deterioração microbiana e, por conseguinte, aumentar a validade de um produto; o segundo, proteger o consumidor de uma possível infeção.” International Journal of Cosmetic Science (Vol 31. Nº 3. Junho 2009)

Os parabenos são substâncias químicas utilizadas como conservantes em produtos cosméticos e alimentos. Seu alto poder de conservação e seu preço mais acessível, tornou os parabenos como o principal ingrediente utilizado com este fim pela indústria (existe outras alternativas mas são mais caras).

Os tipos de parabenos mais comuns são o metilparabeno, o propilparabeno, o etilparabeno e o butilparabeno.

Com a utilização dos parabenos permitem que as preparações nas quais são utilizadas tenham um prazo de validade bastante estendido, evitando a proliferação de bactérias e o surgimento de fungos.  

Qual o risco da utilização dos parabenos?

Irritações na pele

As peles sensíveis são mais reactivas do que as peles normais. Alguns parabenos podem irritar as peles sensíveis e atópicas.

Há também pessoas que fazem alergias (dermatite alérgica de contacto) aos parabenos provocando irritações mais graves nas peles, os valores são considerados baixos variando entre até os 0 a 4,2%.

Estudos ligados ao cancro?

Os parabenos são utilizados de forma segura desde os anos 30 e têm sido sujeitos a numerosos e compreensivos testes de segurança. Começaram a surgir dúvidas quanto ao uso de parabenos após a publicação de uma pesquisa de médicos oncologistas da Universidade de Reading, na Inglaterra, em 2004. Segundo os oncologistas, foram encontrados vestígios de parabenos em certos tipos de tecidos tumorais, como o cancro de mama. Desde então que as conclusões deste estudo têm sido investigadas e altamente criticadas por especialistas.  

Outra pesquisa, feita em 2002 pelo Laboratório de Saúde Pública de Tóquio, apontou que propilparabeno pode afetar negativamente a fertilidade em mamíferos.

A explicação é que os parabenos possuem ação estrogênica, ou seja, atuam como hormônios em nosso organismo, interferindo no sistema endócrino. Isso causa um desequilíbrio que pode gerar inúmeros problemas, e está associado ao surgimento do câncer.

O que diz a lei sobre os parabenos?

A regulação europeia estabelece que uma fórmula pode conter 0,4% de metilparabeno e 0,19% de propilparabeno. A regulação europeia limita a concentração máxima de cada conservante numa fórmula, mas não limita o número de conservantes que podem ser utilizados em cada produto.   

Quais são as alteranativas? Podemos utilizar produtos sem parabenos?

Há algumas alternativas simples, por ex. procurar produtos que utilizam outros conversantes (quaternium-15imidazolidinil ureiadiazolidinil ureia e dimetil hidantoína) e também existe conservantes naturais eficazes. 

Hoje em dia é fácil encontrar produtos auto-conservados devido aos ingredientes e fórmulas. Alguns destes produtos são produtos cosméticos sólidos como sabonetes naturais, champôs sólidos, desodorizantes sólidos, etc. Estes produtos auto-conservados têm uma validade inferior aos produtos com conservantes, mas mesmo assim são validades entre 1 a 2 anos antes de abertura, 6 meses a 1 ano após abertura (varia conforme o produto cosmético).

Uma boa solução é utilizarem sabonetes naturais, champôs sólidos e séruns constituídos por óleos vegetais e extratos CO2. Estes produtos não necessitam de parabenos/conservantes devido às formulas, ingredientes e devido ao facto de não ter água nas fórmulas.

Uma das razões dos sabonetes Serradas serem produzidos em pequenos lotes e conforme a necessidade, é porque acredito que os produtos devem ser utilizados frescos (após a produção e a cura de 4 semanas). Acredito que é melhor o cliente receber e utilizar produtos onde os ingredientes estão frescos e são mais eficazes, comparando com um produto que utiliza conservantes e que poderá durar para sempre na prateleira da casa de banho mas não ser tão eficaz na sua função de lavar, proteger e hidratar.

Nota importante:

Muitos produtos cosméticos devido à existência de água na composição têm mesmo de ter conservantes, a não colocação de conservantes irá ter consequências muito mais graves (microorganismos e bactérias perigosas para a nossa saúde). É importante referir mais uma vez, que existem conservantes alternativos seguros para o produto e para a nossa saúde.

 

Vejam este estudo português interessante: (trabalho realizado no âmbito da disciplina de Toxicologia Mecanística no ano letivo 2013/2014 do Curso de Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP)).


Publicación más antigua Publicación más reciente


  • Rita Rodrigues en

    Boa tarde,
    Já algum tempo que tenho optado por produtos o mais orgãnico e natural possível, encontrei aqui em Sabão Serradas e são óptimos!…


Dejar un comentario